FILOSOSSILAS - PENSAMENTOS DO CIBERPOETA SILAS CORREA LEITE   (28/07/2016)
Filosofia
Por: silas correa leite
“FilosoSilas” Cem “Bijutelíricas” do Livre Pensador Humanista Silas Corrêa Leite (Perguntamentos, Desesespelhos, Desabandonos e Alucilâminas) Almanaque de Cem Doses de LactobaSilas e suas “siladas” .......................................................................... "Adquirimos sabedoria? Eis um belo paradoxo, já que a sabedoria é fruto das perdas e não das aquisições." (Alma Welt) 01.Quem tem uma só breve e inócua razão para querer continuar existindo, é doido de parafuso solto e da pá virada e da pá varrida... 02.O destino da existência do chamado “humanus” no telúrico inferno humanizado é a nossa cruz adâmica ancestral e ainda corrompida 03.A natureza nos protege de nós, porque quando nos sentimos superiores por ela somos derrubados como árvores podres 04.Só os imbecis são felizes 05.Nossa infância é o nosso maior tesouro 06.O silêncio é a maior prece de uma ser “almando” uma outra superior alma na placa mãe sideral 07.Nosso fim revelará nossa honra ou nosso horror no verdor da existencialização 08.O homem que se proclama bom, não é realista, é um mero burro de carga amoral 09.Algumas pessoas com peçonhas conversam só para fugirem de ser o que pensam que são 10.Não podemos amar o outrem, se não toleramos nosso próprio reduto intimo, sendo perversos e egoístas na nossa mais secreta interioridade recalcada 11.Só quem ergueu sozinho, com luta, fibra, sangue, choro e ranger de dentes, seu futuro limpo, é que tem direito a arguir alguma coisa de um lado ou de outro 12.Amigos mesmo cabem na palma da mão, mas sobram dedos na hora de contá-los no frigir dos problemas e enfrentamentos 13.Pelos nossos inimigos nos conhecerão e nos reconhecerão em honra, glória e respeito 14.O tal do bendito sucesso é só uma mentira de ocasião 15.O homem é o estrume no esgoto da terra, o aterro depositado do espaço, onde estão depositados todos os vermes 16.Quem muito de si mesmo fala, um jumento presencial embala 17.Virtutes, acertos e erros, afinam prudências ressentidas 18.O tal dos reinos dos céus começa a ser assentado depois de uma nossa particular e infinito mea-culpa 19.O homem é antes de tudo, acima e sobre todas as coisas, apenas um mero eco à beira do abismo 20.A melhor arma contra um inimigo é um currículo espetacular, portentoso, excepcional, fora de série 21.Os nossos maiores êxitos são desaforos obscuros, oportunismos sórdidos de mal- feitos, aproveitamentos escusos de ocasião, como indecências que resignamos e contamos palha com um papo furado que fura o olho da verdadeira verdade em nome de uma falsa meritocracia de ocasião, do rastilho do ocaso, do cardume do acaso e de um nefasto percurso maquiavélico... 22.Ser você mesmo faz parte de seu verdadeiro caráter. As vezes dói a portabilidade de se ser, mas, mesmo doendo, não queira parecer ser o que não é, nem pensando que pensa, pois fingir mostra a escurez da falta de escrúpulos assentando tijolos de vaidades customizadas com chiquezas espúrias de pústulas 23.Na verdade, o melhor do sumo de nós mesmos, aprendemos sozinhos e em enfrentações com sequelas de dor em neuras, mas nos cabendo em nós, desfrutamos o fortalecimento depois de erros, acertos, apreendências 24.Nossas opiniões só fazem bem para a nossa pose 25.Feridos venceremos 26.Toda razão perfeita e acabada de quem veio do pó começa a esvair-se quando vamos ao banheiro soltar um barro 27.O futuro sempre começa a ser construído bem lá atrás, com nossas ações contínuas de perdas de lastros setoriais ou customizados de clã e meio. Só assim nos livramos de nós e de ranços, e ergueremos nossa própria sombra, muro e pódio 28.As pedras rolam em artes. Que pedra polida queremos ser, parados, em mesmices e achismos, criando limo e húmus vegetativo? 29.A melhor lição de vida é um exemplo limpo de vitória em campo minado 30.Toda reclamação deveria vir precedida de uma bela ideia de conserto, solução ou refinamento para uma purgação evolutiva 31.No amor sempre existe um pouco de enlevo circunstancial, de devaneio residual, e de submissão unilateral 32.O dia de aprender voar, não é o dia de se atirar no abismo com paraquedas de ego doentio superestimado 33.Quem vê muitos monstros habita o surto circuito do miolo mole de um deles feito espectro 34.Se falamos de verdades olhando no espelho, fugimos do medo-rabo de nós mesmos 35.O ser humano mais do que um acidente criacional, é um embuste e uma mentira da conspiradora natureza corporativa 36.O dia que não lemos alguma coisa, não existimos 37.A alma tem sabedoria toda peculiar e inerente, que até a lucidez desconhece 38.Algumas pessoas com peçonhas deveriam vir ao mundo com tarja preta na fronte 39.Extremismos são impotências sublimadas 40.A solidão do homem no espaço é o cadáver insepulto de si mesmo que ele leva no lombo de sua mediocridade 41.Amar é despertencer-se 42.A meritocracia é uma enganação assistida, um erro 43.Todos os grandes pensamentos e as grandes ideias, foram produzidas na intimidade privada de um banheiro, como contrapartida para um descarregamento de intimo transido. 44.Todos os cadáveres deveriam ser congelados, desde o surgimento e evolução do homem na tábua de carne da terra, porque no futural vai faltar alimento e nutrientes básicos 45.Só tragédias curam paixões impossíveis 46.Quem acha alguns idiotas, deve estar procurando sustentação e companhia para sua tacanha mediocridade 47.Algumas pessoas sabem ser confidentes, e sacam o que deve ser isso, não tentam ser extintores de incêndios 48.Pessoa que repete que lê, como papagaios de piratas, é entidade vazia de si mesma 49.Estar só é um colírio, se você sozinho consegue ser um vencedor limpo em teoria e prática, você merece companhia qualificada para se reproduzir, não fazer parte do sistema 50.O humano que é um sofredor bem resolvido, tem em sua sapiência espiritual de recolhes ascendentes um ótimo butim 51.Gosto de brigões. Não gosto de cagões. Nessa vida é mesmo assim: ou você é um Nerd, ou você é um merd. 52.Quem não gosta de animais, não se enxerga. 53.Querer tentar ser sábio, significa porões, tormentas, sequelas descompensadas, não vitória boba com mãos sujas 54.O cérebro faz parte do kit básico da evolução necessária. Todos deveriam usar um 55.Quem não ergue, não constrói seu dia, cava seu poço de mediocridade. Deveria tentar arte como libertação. Quem não trabalha, não estuda e não lê, é parte da escoria tangida pela mediocridade. 56.Pessoas confusas, inseguras e fracas, fazem mal pra cadeia residual da civilização. Deveria haver um mosteiro para ateus, cegos e frustrados? 57.O homem que nunca deixou de ser criança, é que nesse conhecimento adquirido potencializa o DNA quântico do evoluído humanus em si 58.Ninguém é louco sozinho. Deus é o maior louco e solitário do universo multipangalaxial, e ergueu todo esse Big Bang que virou orquestral Big Band espacial, já que do jazz nasce a luz 59.Opinião é como fralda geriátrica: cada um preenche seu vazio dogmático com o que acha que fez de si e na verdade não fez 60.Para os animais, o homem é um deus. Para Deus, o homem para chegar a ser animal ainda tem que sair do lugar que está, pois está no átomo sem cachorro 61.Casar é humor a dois. Ou é tédio, rotina, apropriação, iniquidade, dezelo intimo e parcimônia com a infelicidade conjugal reciproca 62.Todo homem é um ignorante na sua essência 63.O melhor pensador é aquele que reflete com realismo sobra a sua sentição e o seu próprio lado sentidor enquanto neura, fuga, tentativa de achismo 64.Poeta que não lê o defeito de si, não sabe o que de per-si é, não sabe o que é uma coisa ou outra. 65.A vida é rotina cruel, tédio. Viver é plágio. Morrer é pós pago? 66. O homem é um câncer historial. 67.Nossos maiores bens são nossas estadias de severos estudos 68.Quem não sabe se doar, não faz parte de um todo sagracial ético-plural comunitário 69.A ilusão consentida e alumbrada alimenta e amola a faca cega da esperança 70.A arte tende a ser a libertação do ser de si 71.Somos todos meras cópias. Alguns, nem isso 72.Quem não ama seus pais, e quer julgá-los sem estar a altura, nunca será nada na vida e na morte também 73.Nas profundezas da alma acesa em lume neutro, estão todos os tipos de tições de monstros que afinal nos restamos 74.Viver intensamente é tribunal, alga, palco, iluminura e refinamento com o qual cerzimos a pele arisca do dia 75.Algumas almas bobamente boas, habitam corpos parasitas 76.Odiar deveria ser proibido. O ódio enfeza o odiador, e só faz bem pras fezes. 77. A vida inteirinha tentamos ser o tempo todo o mais distante e diferente possível do que realmente e na verdade somos 78.Numa guerra todos perdem. Até os vencedores 79.Um mestre que não tem um aluno muito melhor do que ele, não foi um bom mestre 80.O mundo da imaginação coletiva é que permite uma realidade substituta, com todas as suas lonjuras, pompas de podres poderes e sofisticadas mentiras com significados libertários pífios, ignóbeis e rasos 81.Perdoar é divino. Tirar lições de errações é que fortificam nossas muletas de prosseguimentos 82.A esperança é a inteligência da vida 83.O que nos mata, nos leva consigo 84.Quem mal vê, mal ouve, mal sabe, mal capta. Aprender é sempre um curtume de aproximação com o diferenciado de nós 85.Todas as vezes que levantamos a voz, perdemos o conteúdo, a razão, a ética 86.Todo idealismo é chulo, farpa, nonsense, um verdadeiro chute na sombra 87.Todo caminho é corrente, vazão e hangar 88.Toda certeza é esgoto de esgotamento neural martirizado nas aparências 89.Não vivemos por nós, mas pela manada com grife 90.Nossos erros de escolhas e situações, nos acompanharão por toda a corda esticada da eternidade 91.Fórmula de felicidade: olaria, silo, salina, embarcadouro, biblioteca 92.Ser feliz é fazer alguém feliz 93.A grandeza da vida é a belezura de ser simples 94.A vida é muito curta para ficarmos preenchendo questionários de renúncias e de perguntamentos 95.Nossa força pode ser nosso algoz 96.Nossos pecados são nossos professores 97.Quem remói muito um osso duro de ruir, é animal de sua própria insignificância 98.O amor é eixo e farol. Quem não se desarma, não ama 99.Somos o nosso próprio capital. As ações que somamos é o árduo trabalho, muitos estudos, leituras a todo e pleno vapor, e assim erguemos um castelo com a cara e coragem de nosso encantário vivencial, feito documento de presença, de passagem e de estadia nesse plano dimensional de uma dobra do espaço 100. Tudo o que você fizer no calado da viagem e no dizer nas honras, feito desaceleração de partículas, será usado a favor de você, ou contra você, em sua acusação, naquele bendito final feliz em que todos morrem, e todas as páginas do livro aberto de sua vida regurgitarão além de sua retina como um ácido nucleico da barriga dos céus gerando uma evolução, ou uma volta ao estado primevo dos perdedores e infelizes, para uma nova tentativa... Silas Corrêa Leite – Texto da Série Assim Falou Silas e suas Culatras E-mail: poesilas@terra.com.br www.artistasdeitarare.blogspot.com/

556 exibições


Avalicações
Excelente: 3
Bom: 0
Regular: 0
Ruim: 1

AVALIE ESSE TEXTO


Você gosta de escrever? Quer um espaço para divulgar suas ideias sem pagar provedor?  Clique em crie sua conta, faça seu cadastro e comece a escrever.  Não lhe custará nada, e você poderá estar contribuindo na defesa de um pensamento.

3 usuário(s) online