COMPROVADO QUE O HOMEM-BOMBA É O HOMEM MAIS FELIZ DO MUNDO   (19/01/2013)
Peça de Teatro
Por: João de Freitas Pereira

- Por que vocês dizem que o homem-bomba é o homem mais feliz do mundo?
- É porque ele não envelhece, tem uma morte súbita, com pouco sofrimento, e ainda vai para um paraíso onde o aguardam setenta virgens para o satisfazer para sempre.
- Mas isso não é verdade!!!
- Não é verdade para você. Para ele é a verdade mais indubitável.
- Que base você tem para afirmar isso?
- A fé.
- Não; isso é um engano. Que prova você tem de que ele é feliz?
- É simples o raciocínio. Qual a sua religião.
- Sou cristão.
- Mas cristãos existem com os mais diversos princípios de fé...
- Mas nem todos são cristãos verdadeiros. Eu creio na verdade.
- O que é a verdade?
- Jesus é a verdade.
- Mas todos os ramos denominados cristãos, com toda sua diversidade de fé, crêem em Jesus.
- Mas a maioria crê de forma errada.
- Sei; a forma correta de crer em Jesus é a sua; você tem certeza disso, eu não duvido. Então vou lhe fazer umas perguntas:
- Você crê na reencarnação ou na ressurreição?
- Na ressurreição. Essa é a verdadeira promessa divina.
- Embora os patriarcas Abraão, Isaque e Jacó, de cuja existência você não duvida, não tenham recebido nenhuma promessa de que um dia iriam ressuscitar, você não tem dúvida de que você irá ressuscitar e ir para o paraíso; não é?
- Claro, tenho toda certeza disso.
- E você é feliz por ter certeza de que irá viver eternamente em um lugar onde não haverá sofrimento?
- Claro, sou muito feliz por isso.
- E eu não duvido de você, assim como também não duvido da felicidade do homem-bomba. Toda a certeza que você tem da sua ressurreição e vida eterna, o homem-bomba tem de que, após a morte, irá para o paraíso e terá as setenta virgens.
- Mas ele está enganado: não terá nenhuma virgem e irá queimar-se no inferno, isso sim.
- Essa é a verdade para você. Para ele, é você que está enganando. Ninguém dá maior prova de fé do que ele.
- Como maior prova de fé?
- Você não crê que Abraão provou a sua fé quando se dispôs a matar o próprio filho pelo seu deus?
- Sim, foi uma grande prova de fé.
- Se você não duvida da fé de um homem que aceitou matar o próprio filho, como pode duvidar de um que rodeia o próprio corpo de explosivos e se espedaça voluntariamente por crer estar fazendo a vontade divina?
- É... se ele não cresse nisso, ele não iria fazer mesmo essa loucura.
- Se você tivesse que trabalhar este ano inteiro carregando pedra, mas tivesse a certeza de que no próximo ano você iria viver em um lugar seguro, com a mulher que você mais almeja ter, você estaria agora feliz ou infeliz?
- Claro que estaria feliz.
- E então, você que é feliz com sua fé, que motivo tem para duvidar da felicidade desse terrorista? Se, como você reconhece, a felicidade é um estado de espírito que pode ser propiciado pela expectativa de sucesso, não há como negar que o homem-bomba é o homem mais feliz do mundo. Se ele não tivesse certeza de que irá para o paraíso com seu séqüito de virgens, tanto quanto uns cristãos têm certeza de que ressuscitarão e outros tem certeza de que se reencarnarão, ele não se mataria espontaneamente. Essa é a maior prova de sua fé, e, se sua fé é assim, com a certeza de um futuro maravilhoso que o aguarda, ele é muito feliz, ninguém é mais feliz do que ele. Ele é o homem mais feliz do mundo.



1369 exibições


Avalicações
Excelente: 0
Bom: 0
Regular: 0
Ruim: 1

AVALIE ESSE TEXTO


Você gosta de escrever? Quer um espaço para divulgar suas ideias sem pagar provedor?  Clique em crie sua conta, faça seu cadastro e comece a escrever.  Não lhe custará nada, e você poderá estar contribuindo na defesa de um pensamento.

4 usuário(s) online