BOICOTE EVANGÉLICO Á CAUSA GAY   (08/09/2015)
Religião
Por: João de Freitas Pereira

BOICOTE EVANGÉLICO À CAUSA GAY

 

Opinião: Quer boicotar empresas que apoiam LGBTs? Feche a conta no Facebook
James Cimino*
Do UOL, em São Paulo
01/06/201520h18 > Atualizada 02/06/201517h46

Assim como aconteceu com a Natura, que patrocina a novela "Babilônia", agora é O Boticário que está sofrendo uma tentativa de boicote devido ao comercial de Dia dos Namorados que retrata casais LGBT (assim como casais heterossexuais e multiraciais) trocando presentes.

A exemplo da Natura, O Boticário não cedeu à pressão e divulgou a seguinte nota:

"O Boticário acredita na beleza das relações, presente em toda sua comunicação. A proposta da campanha 'Casais', que estreou na TV aberta no dia 25 de maio, é abordar com respeito e sensibilidade a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor. Independente de idade, raça, gênero ou orientação sexual – representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados. O Boticário reitera que valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista.


379 empresas nos EUA a favor do casamento gay

A campanha de O Boticário é um exemplo isolado. Nos Estados Unidos, nada menos que 379 empresas elaboraram conjuntamente e enviaram por meio de grandes firmas de advocacia um dossiê à Suprema Corte Americana pedindo que o judiciário daquele país aprove o casamento igualitário.

A discussão é uma das principais pautas da alta corte americana e já desponta como plataforma política da pré-candidata democrata à presidência dos EUA Hillary Clinton.

As razões, segundo nota do site "Huffington Post", são que "os empregadores estão melhor servidos por uma regra de casamento uniforme, que dá igual dignidade para as relações de trabalho".

O dossiê, elaborado pela empresa de advocacia global Morgan Lewis, diz ainda que "permitir que os casais do mesmo sexo se casem melhora o moral dos funcionários e sua produtividade, reduz a incerteza e remove os encargos administrativos inúteis impostos pela atual disparidade de tratamento provenientes da legislação estadual".
 

Corte da sua vida Apple, Microsoft, Google, HP, Intel...

Portanto, boicotar apenas O Boticário não vai impedir que os direitos dos LGBT sejam reconhecidos. Especialmente porque, para se fazer um boicote coerente, 
seria necessário que os consumidores contrários ao reconhecimento civil de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros parassem de consumir uma gama de produtos que fariam essa parcela da humanidade voltar à idade da pedra.

Portanto, se você odeia LGBTs, comece imediatamente cancelando sua conta no Facebook. Em seguida, jogue seu iPhone, seu iPad, seu iPod, seu iMac e seu Macbook no lixo, pois a Apple, cujo presidente é gay, está nessa lista.

Aproveite e jogue fora tudo que você tiver da HP. Eles também apoiam essa "pouca vergonha". Assim como a Intel, responsável pela maioria dos processadores de computadores do mundo. Computadores esses que só foram inventados graças ao trabalho de um homossexual, Alan Turing, pioneiro no conceito de algoritmo, na ciência da computação e na inteligência artificial. Ele também, por sinal, ajudou a vencer a 2ª Guerra Mundial, conforme retrato feito pelo filme "O Jogo da Imitação" (2014).

E não adianta apelar para Bill Gates, porque a Microsoft, assim como a Symantec, que produz toda a linha de antivírus da Norton, também integra essa lista. Também deixe de usar o Dropbox e nunca mais na sua vida entre no Google para pesquisar qualquer coisa.
 

E ainda: Coca-Cola, Pepsi, Starbucks, Visa, Master...

Ah, você consegue viver sem tecnologia? E sem Coca-Cola? E nem pense em trocar para a Pepsi. Nesse caso, as duas marcas não são rivais. E não se esqueça de que a Pepsi também comercializa toda a linha de salgadinhos Elma Chips, além de H2O e Toddy.

Starbucks você já sabe, né? Segundo um pastor lá do Harlem, eles colocam sêmen gay em sua bebida. Então, imagina se eles não estariam nessa?

Você não consome esses produtos? Ótimo. Mas você usa o Groupon, a Amazon e o e-Bay para comércio on-line? Também tem cartão de crédito ou débito da Visa, Mastercard e American Express? Ou, pior, usa essas maquininhas para cobrar dízimo? Pare! Nada disso é de Deus.
 

Do papel higiênico à calça jeans

Supondo-se que a maioria das pessoas que não apoiam a causa gay tenham apreço pela higiene, seria bom que elas parassem também de usar produtos da Jonhson&Johnson em seu bebê e na família toda. Cuidado também com seu absorvente, seu lenço de papel e seu papel higiênico. Os da Kimberly Clark, assim como os da Colgate-Palmolive, são todos "amigos dessa gente".

E como tudo isso faz parte de uma "conspiração para acabar com a família tradicional", não use mais calças Levi's ou tênis da Nike. Gay! Gay! Gay!

"Então vou fugir desse país! Vou pra Miami!", você pode argumentar. OK, mas é bom saber que além de Miami ser cheia de gays, lésbicas, trans e travestis, para se chegar até lá é preciso usar aviões da American Airlines ou da Delta, que, por sinal, integram essa lista.

E caso você se disponha a ir até Cuba e, de lá, atravessar de barco, não se hospede em nenhum hotel da rede Hilton ouMarriott pelos mesmos motivos.
 

Nem Twitter e Disney escapam

Usa Always, Blondor, Fusion, Gillette, Gillette Feminina, Head & Shoulders, Koleston, Mach3, Naturella, Olay, Oral-B, Pantene, Pert Plus, Prestobarba, Pro-Vital, Salon Professional, Seiva de Alfazema, Soft Color, Tampax, Wella Professionals, Ace, Ariel, Downy, Duracell, Eukanuba, Febreze, Hipoglós, Metamucil, Pampers, Pop e Vick? Então, elas são da Procter & Gamble, que também apoia o casamento igualitário.

E não adianta xingar muito no Twitter. Eles também estão com os LGBT. E se for reclamar na Justiça, não tire nenhuma cópia com a Xerox. E nunca mais pense em levar seus filhos à Disney. Nem lá você conseguirá fugir dessa realidade.

A lista de 397 empresas, no entanto, é apenas referente às que estão pressionando a Suprema Corte a legalizar o casamento igualitário, mas há muitas outras --como Ford, McDonalds, Mastercard, United Airlines, Absolut e Smirnoff-- que já fizeram campanhas em prol da igualdade de direitos.

A lista completa está no blog do programa Lado Bi, do UOL Música.
*James Cimino é jornalista e autor do blog Lado Bi

http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/06/01/opiniao-quer-boicotar-empresas-que-apoiam-lgbts-feche-a-conta-no-facebook.htm

 

 

Ver mais sobre a necessidade SE COMBATER OS MALES DA RELIGIÃO

 

 

 

 



647 exibições


Avalicações
Excelente: 0
Bom: 0
Regular: 0
Ruim: 0

AVALIE ESSE TEXTO


Você gosta de escrever? Quer um espaço para divulgar suas ideias sem pagar provedor?  Clique em crie sua conta, faça seu cadastro e comece a escrever.  Não lhe custará nada, e você poderá estar contribuindo na defesa de um pensamento.

2 usuário(s) online