GAROTAS DE PROGRAMA   (20/02/2014)
Cartas
Por: Clara

  O que seria garota de programa?

  Uma acompanhante de momento, alguém para realizar fantasias, objeto de desejo, mulher de vida fácil, etc. . .

 São vários os conceitos dados pela sociedade a essas mulheres. Mas a meu ver por experiência própria, garota de programa nada mais é do que uma mulher normal com os mesmos problemas, anseios e dificuldades de qualquer outra mulher. Cria-se um protótipo generalizado associado a coisas ruins. Sexo, drogas, todo lado obscuro que muitas pessoas tentam esconder. Mas existe nesse meio um lado diferente: mulheres que estão nesse ramo por mera necessidade. Para ajudar a própria família ou pela ausência dela e, como consequência disso, inúmeras situações de dificuldade. Estou aqui lutando em prol de uma causa: contra a discriminação e preconceito que a sociedade imputa essas garotas. Nenhuma garota quando criança sonha em ser prostituta. É uma saída momentânea que algumas encontram. Não vejo nada de imoral nisso. Partindo do pressuposto de que a garota de programa não vai à casa de ninguém para alcançar clientes. A situação é totalmente inversa. Eles é que procuram as garotas por diversos motivos: crise conjugal, solidão, curiosidade e até mesmo para diversão. Então, por que apedrejar essas mulheres, se não fazem mal a ninguém? Claro que, como em qualquer outro ramo, existem as desonestas, problemáticas. Mas em momento algum devemos acreditar que são todas iguais. É no mínimo uma grande hipocrisia da sociedade, pois, se vamos julgar pelas atitudes, como considerar honesta as famosas piriguetes? Somente porque ela nãos cobram?  Indiretamente, penso que sim pois algumas dão tanto transtorno que se recebessem seria mais lucrativo. Elas sim, destroem famílias, traem maridos, namorados, usam as pessoas como cobaias para atingir seus próprios interesses. Isso não é cobrar?

  Vejo muitas mulheres que deixam filhos com terceiros para simplesmente se divertir em benefício próprio constantemente. Não quero criar alvoroço e nem dizer que garotas de programa prestam mais do que as outras ou vice versa. Apenas quero que acabe de uma vez todo esse preconceito e repúdio da sociedade. Afinal de contas elas também são produtos dela; uma sociedade desigual, que não oferece recursos e oportunidades iguais á todos. Nem quero justificar argumentando motivos para as garotas escolherem tal meio de vida. Só não vejo problemas em respeitar todas elas. Criticar por quê,  se tem alguém que sai prejudicado nisso tudo são elas mesmas a partir do momento em  que assumem todos os riscos da profissão. Porque de vida fácil não tem nada. Só elas sabem o que acontece quando a porta do quarto se fecha.

    Gostar ninguém é obrigado mas tratar com educação e respeito é o mínimo que podemos fazer.



1473 exibições


Avalicações
Excelente: 1
Bom: 0
Regular: 0
Ruim: 0

AVALIE ESSE TEXTO


Você gosta de escrever? Quer um espaço para divulgar suas ideias sem pagar provedor?  Clique em crie sua conta, faça seu cadastro e comece a escrever.  Não lhe custará nada, e você poderá estar contribuindo na defesa de um pensamento.

6 usuário(s) online